Dicas para a compra de alimentos congelados

Ao comprar um alimento congelado, o consumidor deve tomar alguns cuidados para não comprar um alimento fora do prazo de validade ou deteriorado. O especialista em vigilância sanitária de alimentos do Instituto Brasileiro de Defesa Consumidor (Idec), Murilo Diversi, dá algumas dicas de como o consumidor pode escolher um alimento congelado.Diversi avisa que o congelado deve ser o último produto a ser comprado no supermercado e, se possível, o produto deve ser colocado numa bolsa térmica. "Quanto mais tempo o congelado for exposto a uma temperatura diferente da recomendada, maior a possibilidade do produto ser deteriorado", explica. O especialista do Idec destaca que ao sair do refrigerador e ficar exposto a temperatura ambiente, o congelado sofre uma troca térmica grande e pode estragar.O alimento congelado deve ser consumido o mais perto possível da sua data de fabricação, segundo o especialista do Idec. Ele avisa que como a maioria dos expositores apresentam temperaturas diferentes da ideal (18 graus Celsius negativos) e acondicionamento incorreto dos produtos, o prazo de validade do congelado expira antes do tempo. "Se o congelado é vendido fora dos padrões de qualidade do fabricante, o produto perde sua validade antes do tempo previsto", avisa Diversi.O consumidor deve estar atento também aos alimentos congelados que contêm placas de gelo na embalagem. Segundo o especialista do Idec, se o consumidor abrir uma embalagem e constatar excesso de gelo no seu interior, significa que o produto foi descongelado e colocado na geladeira novamente. "O descongelamento prejudica a qualidade do produto", alerta Diversi.O consumidor que tiver algum problema com produto congelado deve entrar em contato com a Secretaria Municipal responsável pela vigilância sanitária de alimentos de seu estado. A irregularidade pode ser denunciada também à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pelo telefone (0xx61) 448-1000 ou pelo site (veja link abaixo).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.