Dicas para financiamento de imóveis

Financiar um imóvel só é bom negócio quando o consumidor está saindo do aluguel, ou encontrou uma oferta realmente muito vantajosa. Se não, o dinheiro pago no financiamento pode ser aplicado no mercado financeiro, rendendo mais, na maioria das vezes, do que a possível valorização do imóvel no mercado. Se a intenção for alugar o imóvel financiado, deve-se levar em conta que o retorno do negócio será baixo. O juro básico cobrado nas operações do crédito imobiliário, sem contar as linhas para famílias de baixa renda, é de 1% ao mês. E quem financia ainda assume custos de seguro. A renda líquida com aluguel dificilmente supera este patamar. E o investidor ainda assume o risco de inadimplência do inquilino, gastos com manutenção etc. Conseguir um financiamento imobiliário demora atualmente menos do que 60 dias. Alguns bancos, como a Caixa Econômica Federal, oferecem ao mutuário carta de crédito. Isso dá liberdade e poder de compra para o consumidor na procura do imóvel. Quem deseja comprar ou construir um imóvel residencial pode usar os recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para ajudar na entrada, amortizar as prestações ou mesmo quitar sua dívida. Escolha seu financiamento Existem três modalidades básicas para se comprar um imóvel financiado: pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH), pela Carteira Hipotecária e pelo Sistema Financeiro Imobiliário (SFI). O interessado também deve estudar com cuidado as diferenças entre as formas de cálculo das prestações, através da tabela Price e da Sacre. O SFH é a linha de crédito mais conhecida para financiamento de imóveis, com juros menores do que a Carteira Hipotecária. Esta, por sua vez, oferece maior flexibilidade nos contratos, em comparação com o SFH. O mutuário pode comprar imóvel de maior valor, sem limites máximos de financiamento ou prazos. No SFI, os contratos prevêem alienação fiduciária do imóvel, e não hipoteca, o que facilita a retomada do imóvel no caso de inadimplência. Veja nos links abaixo as dicas para financiar um imóvel sem perder dinheiro.

Agencia Estado,

07 Dezembro 2001 | 20h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.