Dicas para utilizar o filtro solar

Os raios solares são responsáveis pelo envelhecimento precoce da pele e também pelo surgimento do câncer de pele. Durante o verão, o cuidado com o sol deve ser redobrado, principalmente com as crianças. Nesta época do ano, os raios ultravioleta, principais causadores de doenças de pele, apresentam maior intensidade. A dermatologista Maria de Fátima Fernandes dá uma série de orientações para aproveitar melhor o verão, utilizando o filtro solar de maneira correta:- Evitar exposições prolongadas e repetidas ao sol. As queimaduras solares acumuladas durante a vida podem se transformar em câncer de pele. O ideal é evitar se expor ao sol entre às 10h e 15h, período em que os raios ultravioleta estão mais fortes e agridem a pele com maior intensidade.- O filtro solar deve ser utilizado diariamente e não apenas em viagens ou passeios. A proteção da pele deve ser constante, principalmente para quem possui pele clara. O rosto deve ser bem protegido, pois fica exposto ao sol durante todo o dia. Cerca de 70% dos cânceres de pele ocorrem na região da face.- O ideal é aplicar o filtro solar de 20 a 30 minutos antes de sair ao sol. Este é o período correto para que o filtro se estabilize na pele, de maneira que sua ação ocorra com maior eficácia. Para uma pessoa de 60 quilos ficar realmente protegida é necessário usar 30 mililitros do produto para cobrir o corpo todo.- A cada 2 horas de exposição ao sol, o filtro solar deve ser reaplicado na pele para dar uma maior segurança contra o sol. Se a pessoa estiver na praia ou na piscina, deve repassar o filtro assim que sair da água. Mesmo que o filtro indique que é a prova d´água. O produto perde sua eficácia em contato com à água.- Nenhum filtro solar protege totalmente a pele. Os filtros solares disponíveis são eficazes, mas não existe um produto que bloqueie os raios solares.- Evitar os filtros solares que possuam bronzeadores. Os bronzeadores aceleram as queimaduras e podem causar o envelhecimento precoce da pele.- Cuidado com os filtros solares fora do prazo de validade. "Como qualquer medicamento, deve-se evitar o protetor que estiver vencido, pois ele perde toda a sua eficácia", explica a dermatologista. O prazo médio de validade destes produtos é de 12 meses. - Além do filtro solar, deve-se utilizar bonés, viseiras, chapéus, guarda-sóis ou barracas ao se expor ao sol.- Peles mais claras são mais sensíveis aos raios solares e estão mais propensas ao câncer de pele, envelhecimento precoce e rugas. Quanto mais clara for a pele, maior deve ser o fator de proteção do filtro solar.- O filtro solar deve ser utilizado desde a infância. A proteção da pele das crianças é responsabilidade dos pais. Grande parte da exposição solar acumulada ocorre na infância e adolescência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.