Dieese: cesta básica cai em 16 de 17 capitais em 2009

O preço da cesta básica apresentou em 2009 queda ante 2008 em 16 das 17 capitais brasileiras pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Segundo levantamento divulgado hoje pela instituição, Belém foi a única cidade em que o conjunto de gêneros alimentícios de primeira necessidade apresentou elevação (de 2,65%) no ano passado. As maiores retrações no custo da cesta ocorreram em João Pessoa (-14,92%), Natal (-12,57%) e Aracaju (-12,47%). De acordo com a Pesquisa Nacional da Cesta Básica, a menor variação negativa de 2009 foi verificada em Vitória (-3,71%). Em Brasília, São Paulo e no Rio de Janeiro, o valor da cesta básica caiu 5,90%, 4,72% e 11,02%, respectivamente, no período.

FLAVIO LEONEL, Agencia Estado

11 Janeiro 2010 | 11h51

Em dezembro de 2009, apenas três das 17 capitais apresentaram alta: Brasília (2,77%), Aracaju (0,78%) e Belém (0,37%). Nas demais cidades pesquisadas, o preço da cesta caiu em dezembro, com variações que se situaram entre -1,39%, em Manaus e -8,63%, em Salvador. Em São Paulo, o valor da cesta apresentou baixa de 2,89%. No Rio de Janeiro, houve recuo de 6,00% no mês passado.

O Dieese destacou que a redução mensal do custo da cesta básica em 14 das 17 capitais foi efeito da queda generalizada dos produtos na maioria das cidades: leite, com queda em 15 localidades; tomate, em 14; e arroz, em 13, foram os principais destaques. Apenas o óleo de soja e a farinha de mandioca, que foi pesquisada apenas nas oito capitais do Norte e do Nordeste, aumentaram em maior número de cidades.

Entre dezembro de 2008 e o encerramento de 2009, produtos alimentícios de maior importância na mesa do brasileiro, como o arroz e feijão, ficaram mais baratos em todas as 17 capitais pesquisadas pelo Dieese. No caso do arroz, as taxas acumuladas em quedas mais expressivas ocorreram em Aracaju (-30,14%), Belém (-22,30%) e Vitória (-20,59%), enquanto as menores foram anotadas em Manaus (-1,42%) e Porto Alegre (-4,17%). Com relação ao feijão, as reduções foram bem acentuadas, variando entre -50,48% em Goiânia e -26,69% em Natal.

Outros itens com recuos na maior parte das capitais no ano foram a carne, o tomate e o pão. O açúcar, por sua vez, mostrou aumento em todas as capitais pesquisadas, sendo que, em 16 delas, a alta foi superior a 20%. Leite, óleo e batata também tiveram predomínio de alta na maioria das capitais brasileiras no ano passado. O Dieese realiza mensalmente a Pesquisa Nacional da Cesta Básica nas cidades de Aracaju, Belém, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Vitória.

Mais conteúdo sobre:
inflação Dieese cesta básica

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.