Dieese: desemprego em seis regiões cai para 14,6%

A taxa de desemprego total, no conjunto de seis regiões metropolitanas do País, caiu para 14,6% em agosto, ante 15% em julho, segundo a Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) divulgada hoje pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) e pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Com a variação, o contingente de desempregados caiu para 2,932 milhões de pessoas.

LUCINDA PINTO, Agencia Estado

30 de setembro de 2009 | 11h25

Em agosto de 2008, de acordo com o Dieese, a taxa de desemprego era de 14,5%. Na comparação entre agosto e julho, o nível de ocupação cresceu 0,7%, o que significou a criação líquida de 125 mil postos de trabalho.

Por região, as taxas de desemprego em agosto foram de 15,5% no Distrito Federal (15,9% em julho), 10,9% em Belo Horizonte (11% em julho), 11,6% em Porto Alegre (12% em julho), 19,5% em Recife (18,9% em julho), 20% em Salvador (20,9% em julho) e 14,2% em São Paulo (14,8% em julho). Em termos setoriais, o nível ocupacional no conjunto das seis regiões cresceu 1% no setor de serviços (91 mil vagas), 3,1% na construção civil (32 mil vagas) e 0,5% na indústria (12 mil vagas). No setor do comércio houve queda de 0,2% (menos 5 mil ocupações). No segmento outros setores, houve redução de 0,3% (menos 5 mil vagas).

O rendimento médio real dos ocupados nas seis regiões metropolitanas, em julho em relação a junho, cresceu 0,8%, passando para R$ 1.215,00. Na comparação com julho do ano passado, houve crescimento de 1,1%. Já a massa de rendimentos teve alta de 0,7% em julho ante junho de 2008 e de 1,6% em relação a julho de 2008.

Tudo o que sabemos sobre:
desempregopesquisaDieese

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.