Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Diesel: preço pode ser liberado em abril

O governo estuda antecipar para abril a liberação dos preços do óleo diesel na bomba. Isso poderá ocorrer desde que os preços do petróleo no mercado internacional mantenham-se abaixo da estimativa do governo. A expectativa de técnicos do governo é que o preço do diesel, ao ser liberado, suba até R$ 0,04 por litro De acordo com uma fonte do governo, esse aumento não terá impacto direto na meta de inflação definida pelo Banco Central para este ano - de 4% -, pois a variação do preço do diesel não é contabilizada no cálculo do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) - usado pelo BC para definir a meta inflacionária. No entanto, a elevação poderá ter reflexos nos preços dos alimentos, uma vez que o aumento do diesel poderá elevar os custos de frete e, conseqüentemente, poderão ser repassados para produtos transportados.Para outra fonte do governo, o efeito inflacionário dessa liberação poderá ser contido graças à concorrência entre os postos. "Com os preços do petróleo em queda, não haverá como sustentar aumentos significativos na bomba", disse a fonte. O governo já liberou o preço de venda do nafta, do Querosene de Aviação (QAV) e da gasolina. A partir de 1º de janeiro de 2002, todos os preços de combustíveis terão que ser liberados, porque haverá a abertura do mercado de petróleo no País, para que novas empresas possam concorrer com a Petrobrás na exploração do setor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.