Diferenças entre as tabelas Price e Sacre

Na hora de financiar um imóvel, o banco e o cliente podem definir dois tipos de tabela para estabelecer o valor da prestação do financiamento. Existem duas tabelas utilizadas para definir os valores, são elas: tabela Price (Sistema Francês de Amortização) e tabela Sacre (Sistema de Amortização Crescente).O consumidor deve analisar qual é a melhor forma de pagamento, levantamento em consideração seu orçamento mensal. Na tabela Price, a prestação inicial é menor e tende a crescer ao longo do período. Na Sacre, a prestação cresce, mas pode até cair no final, e não avança tanto quanto no caso da Price. A vantagem da tabela Price é que o pagamento fica mais suave no começo, porque a prestação é menor e a renda mínima exigida também. Isso pode deixar o mutuário com tendência a escolher esta forma de pagamento. No entanto, com o tempo, o que era fácil vira difícil. O nível de comprometimento de renda na tabela Price vai crescente.Se for comparar os cálculos da duas tabelas, o consumidor verá que as mensalidades da Price ficarão mais salgadas que a da Sacre ao longo do tempo. A prestação inicial da Sacre supera a da Price. O que dá a sensação de estar pagando mais caro. Mas no final, a prestação da Sacre é menor, ficando em torno da metade da prestação da Price.Veja nos links abaixo um exemplo de cálculo feito pela Caixa Econômica Federal sobre as diferenças entre as tabelas Price e Sacre.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.