Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Dificuldades levarão tempo para ser superadas, diz Paulson

Secretário afirma que recursos de programas anunciados nesta 3ª devem demorar para chegar ao sistema

Regina Cardeal, da Agência Estado,

25 de novembro de 2008 | 13h23

Os passos conjuntos divulgados nesta terça-feira, 25, pelo Fed e pelo Tesouro dos EUA para dar sustentação aos mercados devem ajudar a restaurar o crédito ao consumidor e à pequena empresa, mas levará tempo para que o fluxo chegue ao sistema, disse o secretário do Tesouro dos EUA, Henry Paulson. "Levará tempo para superar as dificuldades em nossos mercados e em nossa economia, e os novos desafios continuarão a surgir", disse Paulson em texto preparado. Veja também:Fed anuncia ajuda a hipotecas e crédito ao consumidorBovespa inverte tendência e sobe após anúncio do FedPIB dos EUA encolhe 0,5% no 3º trimestreDe olho nos sintomas da crise econômica  Lições de 29Como o mundo reage à crise  Dicionário da crise  Paulson disse que os dois programas - um de crédito para ajudar os mercados de títulos lastreados em ativos e outro para comprar dívida emitida por agências patrocinadas pelo governo e títulos lastreados em hipotecas - são destinados a complementar os esforços anteriores do governo para estabilizar o setor financeiro e estimular o fluxo do crédito. "A iniciativa de hoje para apoiar as pequenas empresas e o mercado de crédito ao consumidor é similarmente destinada a aumentar a disponibilidade do empréstimo disponível", disse Paulson. Ele acrescentou que a atual escassez de crédito ao consumidor está debilitando o gasto com consumo e enfraquecendo a economia. Paulson disse que o Tesouro, o Fed e outras autoridades federais planejam dar todos os passos necessários para "minimizar o contágio para o restante da economia".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.