Dificuldades para limpar o nome

O correntista inadimplente precisa ter muita disposição para conseguir retirar seu nome das listas de entidades de proteção ao crédito. O Serasa oferece um serviço gratuito de orientação. Para realizar a consulta, o interessado deve comparecer à Serasa de sua localidade munido de documentos. A entidade atende correntistas com problemas com cheque sem fundo, cheques roubados e títulos protestados. Mais informações podem ser obtidas no site do Serasa (veja link abaixo).A Associação Comercial de São Paulo (ACSP) possui o Serviço de Recuperação de Crédito (SRC). O consumidor deve levar o RG e o CPF. A entidade atende gratuitamente consumidores com problemas com cheque sem fundo, cheques roubados, crediário, cartão de crédito, títulos protestados, financiamentos, etc. Conheça os procedimento para resolver cada caso:Problemas com crediárioSe a empresa com a qual o consumidor tem pendência tiver convênio com a ACSP, a renegociação poderá ser feita imediatamente. Nesse caso, a retirada do nome da lista do SCPC ocorrerá após 48 horas. Mas, se a renegociação for feita na empresa, a regularização só será feita cinco dias após o comunicado do acordo à ACSP.Quem já quitou sua dívida deverá procurar pessoalmente o SRC da Associação Comercial e, além dos documentos pessoais, levar uma cópia do comprovante de pagamento. A retirada do nome da lista será feita após análise da documentação apresentada.Cheque sem fundoO interessado deve solicitar ao seu banco informações sobre o número, valor e data do cheque que foi apresentado duas vezes;É importante a pessoa ou a empresa para quem emitiu o cheque. Isso é fácil quando o emitente faz essa identificação nos canhotos do talão;O interessado a pessoa ou empresa para saldar a dívida e recuperar o cheque;Em seguido, deve uma carta, de acordo com as orientações do gerente do banco, e juntar o original do cheque recuperado;O interessado deve recolher no banco as taxas pela devolução do cheque e protocolar uma cópia dos documentos entregues ao banco para regularização no Banco Central;Para regularização no Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos (CCF), o correntista deve obter o protocolo da comunicação de regularização do seu banco para o Banco do Brasil (BB), encarregado pelo Banco Central de processar a atualização do arquivo de CCF;A regularização só ocorre após o envio pelo BB do comando específico para a Serasa, por meios magnéticos;Quem quiser acelerar o processo de regularização pode entregar o protocolo do banco na Associação Comercial de São Paulo.Título ProtestadoO devedor deve ir ao cartório que registrou o protesto e solicitar uma certidão a fim de obter os dados do credor;Em seguida deve com quem protestou seu título e regularizar o débito e pedir uma carta indicando que a dívida foi regularizada;O devedor deve reconheça a firma da pessoa ou empresa; retornar ao cartório e solicitar o cancelamento do protesto;Após o cancelamento do protesto no cartório, deve-se entregar a certidão na Serasa e na ACSP para retirar o nome da lista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.