Adriano Machado/Reuters
Adriano Machado/Reuters

finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Digitalização e custo levam Banco do Brasil a encerrar parceria com Caixa

BB informou que vai ampliar rede de correspondentes, a chamada Rede Mais BB, nos municípios que contam exclusivamente com os canais de atendimento do convênio com a CEF

Cynthia Decloedt, O Estado de S.Paulo

15 de outubro de 2020 | 19h22

A digitalização prevista de sua base de clientes empurrou o Banco do Brasil (BB) para a desistência de renovação de um acordo mantido com a Caixa Econômica Federal (CEF) de utilização compartilhada de lotéricas e terminais de atendimento externos, ou seja, fora de agências, apurou o Estadão/Broadcast. Dado que o uso do BB era superior ao da Caixa, o banco comunicou à necessidade de reajustar o valor do contrato, motivando o BB a encerrar o acordo.

Ainda que o BB aposte na digitalização, ao comunicar o rompimento da parceria, informou que, paralelamente, vai ampliar sua rede de correspondentes - a chamada Rede Mais BB - nos municípios que contam exclusivamente com os canais de atendimento do convênio com a Caixa. 

Segundo o comunicado do BB, a parceria termina no próximo dia 18 de novembro. A Rede Mais BB além do saque em conta corrente e poupança, envolve outros serviços como recebimento de boletos, convênios e tributos, depósitos, pagamento de benefícios do INSS.

Mesmo que o Pix esteja apenas começando, existe uma leitura de que o sistema de pagamentos do Banco Central poderá reduzir a necessidade de terminais de atendimento, o que acabou virando um problema para as instituições em termos do arcabouço de segurança necessário para evitar ataques e roubos de numerários.

No ano que vem, saques em estabelecimentos comerciais devem poder ser feitos pelo Pix, ampliando o escopo do serviço, que nessa primeira fase foca nos pagamentos instantâneos e transferências. Basicamente, o convênio vinha sendo utilizado com maior intensidade para saques.

Procurados, BB e Caixa não comentaram.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.