Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Dijsselbloem minimiza temores sobre baixa inflação

A baixa inflação na zona euro é uma boa notícia, contanto que os críticos não criem um alarde sobre isso. Essa é a visão do presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, de que é muito melhor ouvir as preocupações sobre a inflação baixa na Europa do que alertas sobre o colapso da zona do euro ou a perda da moeda única, discussões presentes durante a crise.

AE, Agencia Estado

12 de abril de 2014 | 07h56

"Estou aliviado, se você olhar para trás no tempo, que a nossa principal preocupação é agora um possível período de inflação baixa sustentada", disse Dijsselbloem, que também é ministro das Finanças da Holanda, em uma entrevista na sexta-feira enquanto participava das reuniões da primavera do Fundo Monetário Internacional, em Washington.

Do outro lado do Atlântico, porém, os EUA não são tão otimistas sobre o problema da inflação na Europa: o país quer ver a Alemanha e outros exportadores impulsionando a demanda doméstica para ajudar a levantar outros países para fora de suas crises. "Continuamos preocupados com as taxas de inflação consistentemente abaixo da meta e a demanda fraca", disse o secretário do Tesouro, Jacob Lew, em um comunicado.

Mas Dijsselbloem sugeriu que os comentários como o de Lew são parte do problema, uma vez que os avisos sobre a inflação baixa podem afetar as expectativas de inflação e a demanda.

"O que eu estou preocupado é que se todos nós continuarmos falando e alertando sobre o risco de deflação, isso vai se tornar uma profecia auto realizável", disse Dijsselbloem. "Porque se você continuar dizendo às pessoas e investidores e empresas de que haverá uma baixa inflação no longo prazo ou até mesmo deflação, isso pode influenciar o comportamento". Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
UEinflação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

  • O Pix é seguro? Veja dicas de especialistas sobre o sistema de pagamentos
  • 13º salário: quem tem direito, datas e como a pandemia pode afetar o cálculo
  • Renda básica: o que é, quais os objetivos e efeitos e onde é aplicada

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.