Dilma acredita que Brasil tem condições de cumprir meta do superávit primário

"É natural que haja momentos de flutuação do superávit primário", disse Dilma a jornalistas, após apresentar propostas ao setor agropecuário

REUTERS

06 de agosto de 2014 | 13h48

A presidente Dilma Rousseff mostrou otimismo nesta quarta-feira sobre o cumprimento da meta de superávit primário pelo setor público neste ano e minimizou os resultados ruins recentes.

"É natural que haja momentos de flutuação do superávit primário", disse Dilma a jornalistas, após apresentar propostas ao setor agropecuário em evento organizado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), que contou com a participação do principais candidatos à Presidência.

"Acredito que teremos condições de cumprir o superávit primário previsto no começo do ano", acrescentou a presidente, que busca a reeleição pelo PT. A meta para o ano é de 99 bilhões de reais, o equivalente a 1,9 por cento do Produto Interno Bruto (PIB). No acumulado em 12 meses até junho, o superávit primário está em 1,36 por cento do PIB

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

Tudo o que sabemos sobre:
POLITICADILMAPRIMARIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.