finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Dilma: Brasil pode crescer 6% nos próximos anos

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, avaliou que há, no mundo, um quadro internacional de crise financeira e, em alguns momentos, também bancária. O Brasil, em sua visão, tem uma situação diferenciada, com equilíbrio fiscal e monetário que vai permitir ao País ?crescer a taxas que nunca cresceu nos últimos anos?.Para a ministra, a expansão econômica deve ser de 5% este ano. Nos próximos anos, ela vê possibilidade de crescimento de 6%. Ao fazer hoje a defesa da renovação da CPMF, em entrevista, a ministra ressaltou mais de uma vez que o tributo, em sua avaliação, beneficia a população brasileira. Segundo ela, até recentemente, a população nacional tinha um nível de desigualdade ?inexplicável? e que tem apresentado melhora em vários indicadores. Ela citou que a renda da faixa mais pobre aumentou, mas a remuneração da classe média não deixou de subir.A ministra disse respeitar a posição dos que votarem contra a renovação da CPMF, mas afirmou que esta ?não é uma atitude que se compadece com o desenvolvimento do País?.

SANDRA HAHN, Agencia Estado

30 de novembro de 2007 | 20h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.