Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Dilma deverá anunciar mudanças na Infraero, diz Silva

O ministro do Esporte, Orlando Silva, disse hoje que a presidente Dilma Rousseff deve anunciar nos próximos dias mudanças na Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) e investimentos nos aeroportos do País. "A ideia dela é que alguns ajustes podem ser feitos na Infraero com o objetivo de aumentar o profissionalismo da empresa ou mesmo ajustes que permitam maior flexibilidade nessa empresa, os quais ela deve anunciar nas próximas semanas", afirmou Silva, após encontro de cerca de uma hora e meia na tarde de hoje, em São Paulo, que reuniu Dilma, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito da capital paulista, Gilberto Kassab, além de Silva, no escritório da presidência da República.

DAIENE CARDOSO E ANNE WARTH, Agencia Estado

25 de fevereiro de 2011 | 19h04

O conjunto de medidas que a presidente anunciará para a Infraero, de acordo com Silva, deve melhorar a eficiência da empresa e agilizar os investimentos necessários na estrutura aeroportuária.

Segundo o ministro, na reunião de hoje foi discutida a ampliação do aeroporto de Viracopos (Campinas) e a construção de um terceiro aeroporto na Grande São Paulo (em local ainda indefinido, segundo Silva), além do início do processo de licitação para a construção do trem de alta velocidade que ligará as cidades de Campinas e São Paulo.

De acordo com o ministro, houve consenso entre as três esferas de governo de que é preciso haver maior interação entre todos para a resolução dos problemas de infraestrutura para a Copa de 2014. "Foi tomado o encaminhamento de que uma equipe técnica da prefeitura, do Estado e do governo federal devem interagir mais sobre esses estudos para ampliar a capacidade aeroportuária de São Paulo", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.