Dilma discute crise do setor elétrico com Iberdrola

Em meio à crise em que vive o setor elétrico brasileiro, o vice-presidente executivo da empresa espanhola de energia Iberdrola, Ignacio Galán, esteve hoje com a ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff. No encontro, segundo Galán, foram discutidos entre outros assuntos a reestruturação do modelo do setor energético brasileiro. "Temos muitas coincidências sobre o modelo regulatório que estão pensando. Vamos colaborar com todo o tipo de ajuda que pudermos prestar", afirmou.Segundo ele, os problemas financeiros que afetam distribuidoras no País são específicos de cada empresa. Ele não se mostrou preocupado com a situação geral do setor no Brasil. "Temos que nos ocupar e não nos preocupar", afirmou. No caso das controladas pela Iberdrola, os maiores problemas são resultado da queda no consumo, que após o racionamento de energia atingiu 19%.A Iberdrola é controladora no Brasil de três distribuidoras de energia - a Celpe (Pernambuco), a Cosern (Rio Grande do Norte), a Coelba (Bahia). As duas últimas passarão em abril pelo processo de revisão periódica das tarifas. O executivo não soube dizer qual o porcentual de recomposição tarifária pedido pelas duas empresas. "Esperamos que na próxima semana se conclua os estudos", disse Galán, referindo-se à proposta da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).O executivo disse que há experiências espanholas que podem ser compartilhadas com o Brasil na área de planejamento energético, distribuição de energia e programas de incentivo à qualidade na prestação dos serviços. "Estamos disponíveis a compartilhar informações para construir um modelo que seja bom para o Brasil, para os investidores e para o consumidor".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.