Dilma diz que Brasil será 2º maior produtor de biodiesel

A presidente Dilma Rousseff utilizou a conta pessoal no microblog Twitter para dizer que, com o aumento da mistura de biodiesel ao diesel de 5% para 6%, a partir de 1º de julho, e de 6% para 7%, a partir de 1º de novembro, o Brasil se tornará o segundo maior mercado produtor mundial de biodiesel.

RAFAEL MORAES MOURA, Agencia Estado

28 de maio de 2014 | 15h38

"Anunciei hoje o envio de MP (medida provisória) elevando a adição obrigatória de biodiesel ao diesel para 6% a partir de 1/7, e para 7% a partir 1/11", escreveu Dilma no Twitter. "Esta MP fortalece nossa indústria de biocombustível ao assegurar mercado e melhorar a rentabilidade."

A maior adição de biodiesel, destacou Dilma, "significa também menos emissões de poluentes". "É uma opção em favor de matriz energética ainda mais renovável, com mais desenvolvimento regional, geração de emprego e renda em nosso País", afirmou Dilma.

O anúncio do aumento da mistura de biodiesel no diesel foi feito nesta quarta-feira, 28, pela manhã pelo ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, durante cerimônia no Palácio do Planalto.

No fim do mês passado, a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, reforçou em audiência na Câmara dos Deputados que a companhia trabalha para ampliar a participação no setor de biodiesel no diesel. "Trabalhamos para ter uma participação maior do biodiesel no diesel. Tenho satisfação com o programa do Biodiesel", afirmou Graça na ocasião.

Tudo o que sabemos sobre:
biodieselDilma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.