Dilma diz que modelo regulatório voltado à telefonia fixa terá de ser discutido

A presidente disse durante evento da CNI que o foco do modelo regulatório brasileiro na telefonia fixa vai contra a tendência atual do setor

REUTERS

30 de julho de 2014 | 16h50

A presidente Dilma Rousseff disse nesta quarta-feira ser "inexorável" uma discussão entre o governo federal e empresas para discutir o atual modelo regulatório de telecomunicações que, segundo ela, é baseado na telefonia fixa.

A presidente disse durante evento da Confederação Nacional da Indústria (CNI) que o foco do modelo regulatório brasileiro na telefonia fixa vai contra a tendência atual do setor, e citou por exemplo a exigência da instalação de telefones públicos pelas operadoras de telecomunicações.

Dilma fez o comentário em resposta a questionamento feito pelo presidente do grupo Telefônica no Brasil, Antônio Carlos Valente.

"Continuaremos perseguindo investimentos em infraestrutura e agora é fundamental saber que daremos prioridade à banda larga, conectividade e acesso à Internet", disse a presidente.

(Por Jeferson Ribeiro)

Tudo o que sabemos sobre:
POLITICADILMATELEFONIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.