Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Dilma diz que terceirização não pode comprometer direitos dos trabalhadores

Presidente fez o comentário um dia após a aprovação do texto-base do projeto na Câmara dos Deputados; bancada do PT votou contra

Carla Araújo e José Roberto Castro , O Estado de S. Paulo

09 de abril de 2015 | 12h44

 

SÃO PAULO - Um dia após o texto base do projeto de lei 4330, que trata da regulamentação da terceirização no País, ser aprovado no plenário da Câmara dos Deputados, a presidente Dilma Rousseff afirmou que o governo "olha com muito interesse" para os desdobramos do projeto e que "a terceirização não pode comprometer direitos dos trabalhadores".   

"Não podemos desorganizar o mundo do trabalho e temos que garantir que as empresas que sejam contratadas assegurem salários e contribuições previdenciárias e paguem seus impostos", afirmou a presidente em uma coletiva de imprensa, após evento de entrega de moradias em Duque de Caxias (RJ).  

Ontem à noite, o texto principal do PL 4330 foi aprovado por 324 votos a favor, 137 contra e duas abstenções. PT, PCdoB e PSOL ficaram isolados na votação. Os destaques de emenda serão apreciados só na próxima semana, para então o projeto seguir para o Senado. "Olhamos com muito interesse como vai se desdobrar a votação daqui pra frente", afirmou a presidente. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.