Dilma: emergentes perdem com valorização de suas moedas

Em seu discurso de abertura da 67ª Assembleia-Geral das Nações Unidas, em Nova York, nesta terça-feira, a presidente Dilma Rousseff disse que os países emergentes estão perdendo mercado por causa da valorização de suas moedas. Segundo ela, "o mundo precisa controlar as guerras cambiais e reacender a demanda global".

AE, Agencia Estado

25 de setembro de 2012 | 12h13

Dilma afirmou que os esforços dos países emergentes para defender suas economias dos efeitos da crise global não devem ser classificados como protecionistas. "Protecionismo e todas as formas de manipulação comercial devem ser combatidos", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
DilmaONUdiscursomoedas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.