Dilma: governo não desmobilizará esforço para controlar inflação

Em meio a crescentes pressões inflacionárias e após mais uma alta do juro básico da economia pelo Banco Central, a presidente Dilma Rousseff ressaltou nesta segunda-feira que o governo seguirá atuando para combater a alta dos preços.

REUTERS

25 de abril de 2011 | 09h50

"Estamos imensamente preocupados com a inflação e não há hipótese de o governo desmobilizar esforços para controlar a inflação", disse Dilma a jornalistas antes de reunião com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, no Palácio do Planalto.

Na última quarta-feira, o Comitê de Política Monetária (Copom) elevou a taxa Selic em 0,25 ponto percentual, para 12 por cento ao ano, quando parte do mercado esperava uma atuação mais agressiva do BC com uma alta de 0,5 ponto.

Nesta manhã, relatório Focus do BC junto a instituições financeiras mostrou uma piora na previsão da inflação deste ano. A projeção agora é de que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) chegue a 6,34 por cento, ante 6,29 por cento da projeção de uma semana antes.

(Reportagem de Hugo Bachega)

Tudo o que sabemos sobre:
MACRODILMAINFLACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.