bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Dilma: ''''Investidor tem confiança''''

Para ministra, estabilidade da economia foi fundamental

Tânia Monteiro, O Estadao de S.Paulo

10 de outubro de 2007 | 00h00

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, ressaltou que a estabilidade da economia foi fundamental para o sucesso do leilão de rodovias federais realizado ontem. ''''Investir em estradas é um bom negócio, uma vez que o País atingiu estabilidade e credibilidade, o que deu confiança ao investidor. ''''Só temos motivo para comemorar. O Brasil está de parabéns.''''A ministra disse não ver nenhum problema no fato de a espanhola OHL ter vencido cinco dos sete trechos da licitação. Segundo ela, isso evidencia que as práticas de empresas internacionais podem contribuir para que no Brasil as tarifas sejam mais compatíveis com o praticado no resto do mundo.Ela lembrou que fenômeno semelhante ocorreu em um leilão de linha de transmissão. Para ela, o resultado do leilão contribuirá para melhorar o risco Brasil e haverá benefício não só para o investidor, que terá retorno do seu investimento, quanto para o consumidor, que terá a menor tarifa possível.Dilma disse também que a redução dos pedágios - ''''a preços significativamente mais baixos do que qualquer preço praticado no Brasil nos últimos tempos no que se refere a pedágios'''' - não compromete a qualidade dos serviços. Houve grande deságio, segundo ela, pelo grande interesse na licitação. Para Dilma, a modelagem do leilão foi responsável pelo fato de os valores terem sido menores.De acordo com a ministra, o leilão é importante para o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Ela lembrou que já foi feita a licitação da Ferrovia Norte-Sul, mas ainda há um conjunto de obras a serem licitadas, dentro de um ciclo virtuoso de investimentos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.