Dilma lamenta morte do jornalista Joelmir Beting

‘Como colunista de jornais, na TV e rádios, Beting abriu caminhos para um jornalismo econômico sob o ponto de vista do cidadão’, disse a presidente, em nota  

Rafael Moraes Moura, da Agência Estado,

29 de novembro de 2012 | 16h54

 

BRASÍLIA - A presidente Dilma Rousseff lamentou nesta quinta-feira, 29, o falecimento do jornalista Joelmir Beting. Beting morreu na madrugada desta quinta-feira, aos 75 anos. "Como colunista de jornais, na TV e rádios, Beting abriu caminhos para um jornalismo econômico sob o ponto de vista do cidadão, não de autoridades, nem de corporações. Suas lições merecem ser seguidas. Neste momento de pesar, solidarizo-me com os familiares e amigos deste grande jornalista", disse a presidente, em nota.

A ministra da Comunicação Social, Helena Chagas, também divulgou nota, em que destaca a "credibilidade, serenidade e simplicidade" do jornalista. "A sociedade perde hoje aquele que soube, como nenhum outro, falar de economia de um jeito que todos entendiam", diz a nota de Helena.

O corpo do jornalista foi velado na manhã desta quinta-feira, no Cemitério do Morumbi, em São Paulo.

Veja abaixo a repercussão do falecimento de Beting nas redes sociais:

Tudo o que sabemos sobre:
Joelmir BetingDilma

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.