finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Dilma, Neymar e Fuleco são ‘homenageados’ com bonecos de Natal

Empresa catalã faz sucesso com miniaturas de personalidades famosas na posição de um famoso santo regional que simboliza a necessidade de fertilizar o solo para uma boa colheita

Economia & Negócios,

18 de novembro de 2013 | 15h52

SÃO PAULO - Uma empresa da Catalunha faz sucesso mundial com pequenos bonecos conhecidos como 'caganers', usados em presépios e decorações nas festas de Natal.

Os bonecos 'homenageiam' personalidades famosas que são reproduzidos agachadas como um famoso santo nacional sinônimo de fertilidade e símbolo da necessidade de fertilizar a terra para uma boa colheita no ano seguinte. A origem da estranha tradicao data do Século XVIII.

Entre as novidades para este ano, a empresa lançou figuras de alguns famosos brasileiros, entre eles a presidente Dilma Rousseff, o jogador Neymar, do Barcelona e o mascote da Copa 2014, o Fuleco. A empresa tem em seu catálogo também o boneco do ex-presidente Lula.

O boneco Caganer é um símbolo de boa sorte e felicidade e por isso, ser escolhido como modelo é algo positivo na tradição catalã.

Preços. O boneco de Neymar está na faixa de preços mais elevada. O boneco Caganer do jogador custa 17 euros, o equivalente a R$ 51. O boneco da presidente Dilma tem o mesmo preço dos bonecos de outros políticos famosos, como Barack Obama e Angela Merkel: 16 euros, o equivalente a R$ 48,00.

O boneco Fuleco também custa 16 euros, mas a empresa tem opções de bonecos mais baratos, como o que representa um jornalista: 12 euros, ou R$ 36,00.

O caganer é uma tradição catalã que já existe há mais de dois séculos. Escondido em algum do lugar do presépio natalino está o pequeno boneco de barro com suas calças arriadas.

Entre os famosos homenageados pela empresa catalã encontram-se o presidente Fidel Castro, a ex-primeira dama francesa Carla Bruni, o mestre Yoda do filme Star Wars, Batman, Bob Esponja, Bob Marley e centenas de outros. Os bonecos são vendidos no site caganer.com.

Tudo o que sabemos sobre:
Caganer

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.