finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Dilma pede a Estados que concentrem gastos em investimentos

Presidente faz apelo para administrações evitarem desperdícios para que País permaneça protegido da crise que assola a Europa 

Tânia Monteiro, da Agência Estado,

27 de outubro de 2011 | 19h41

A presidente Dilma Rousseff aproveitou a reunião com dez governadores, no Palácio do Planalto, para pedir esforço dos Estados para que concentrem os gastos em investimentos evitando desperdícios para que o Brasil possa permanecer protegido da crise internacional que assola a Europa. "Não relaxem porque a crise é duradoura", declarou Dilma, em sua fala aos governadores, ao abrir a reunião, conforme relato de um dos presentes.

Dilma falou das preocupações do governo com a crise na Europa, sobre o problema da dívida da Grécia e informou que a área econômica está monitorando diariamente o mercado europeu. A presidente reafirmou ainda que o Brasil está preparado para enfrentar a crise, mas que, para garantir esta proteção, é preciso a colaboração de todos.

"Nós precisamos trabalhar para garantir o crescimento e, por isso, os investimentos (bem direcionados) dos Estados são muito importantes", disse a presidente, ao se referir aos R$ 15 bilhões de recursos que estavam sendo liberados para os governadores poderem contratar financiamentos para a realização de obras, a maior parte, de infraestrutura. "Estes recursos serão importantes para garantir o nível de investimento", completou a presidente. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.