Dilma pede que BID financie projetos de infra-estrutura

A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, quer que o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) financie estudos técnicos e elaboração de projetos para novas obras de infra-estrutura. Ela fez o pedido ao presidente do banco, Luis Alberto Moreno, que esteve no Planalto há cerca de dez dias.Os estudos dariam a largada à abertura de novos portos e expansão dos que já existem. Também há planos de novas concessões em rodovias, no rastro da bem-sucedida experiência do ano passado, quando foram entregues à iniciativa privada trechos importantes de estradas federais, como a Fernão Dias (BR-381, entre São Paulo e Belo Horizonte) e a Régis Bittencourt (BR-116, entre São Paulo e Curitiba).Dilma já prometeu a várias platéias de empresários que, até 2010, estará pronto um banco de projetos a serem executados pelo governo federal. A ministra não se cansa de dizer que uma das dificuldades para deslanchar o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) é a falta de projetos. É nessa área que ela quer a ajuda do BID. No momento, há um total de US$ 3,9 bilhões em projetos de empresas em andamento ou em análise no BID. A demanda é grande, mas o banco tem um limite para emprestar à iniciativa privada. São cerca de US$ 10 bilhões, equivalentes a 10% de sua carteira de projetos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.