Dinheiro falso: o que fazer para não embolsar

Há três situações em que a pessoa pode pegar dinheiro falso: no banco, em caixas eletrônicos e de outras pessoas. Nas duas primeiras situações, é possível livrar-se do prejuízo. Mas atenção: no caso de receber o dinheiro falso de terceiros, será muito difícil sair ileso desse negócio."Se o cliente recebe a cédula ou moeda em um banco, a recomendação é que o gerente seja informado na hora", declara José dos Santos Barbosa Barbosa, chefe do departamento de Meio Circulante do Banco Central (BC). Ele desconhece casos em que o gerente tenha recusado o reembolso. Mas se o cliente não for ressarcido, deve ir imediatamente a uma delegacia e pedir que seja feita uma diligência até a instituição. "Essa é a única forma que a pessoa tem de provar que a nota saiu do caixa do banco", diz. Se o cliente tirar o dinheiro em caixas eletrônicos à noite ou no fim de semana, a recomendação é a mesma. Ir direto à delegacia e no próximo dia útil falar com o gerente para tentar reaver o dinheiro. Mas, se receber as notas falsas por qualquer outra via, o único jeito é preencher um cadastro em qualquer banco. O banco envia a nota ao Banco Central, que verificará se é falsa ou não. Mas a pessoa não é ressarcida.

Agencia Estado,

06 de abril de 2001 | 14h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.