Dirceu defende união para chegar a crescimento sustentável

O ministro-chefe da casa Civil, José Dirceu, afirmou hoje que os resultados do Produto Interno Bruto (PIB) anunciados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vieram confirmar o que ele já havia dito antes em evento em São Paulo. "Eu dizia que o Brasil ia continuar a crescer. E eu quero repetir: nosso País tem todas as condições de ter um crescimento sustentável nos próximos anos. Nós precisamos acreditar no Brasil e trabalhar para isso", disse Dirceu. Ele defendeu uma união entre empresários, governo e trabalhadores para os próximos dois anos do governo Lula na busca do crescimento sustentável. Ele declarou-se "otimista" para os próximos dois anos. "Espero que esses últimos dois anos sejam uma lição para os próximos anos e nós vamos fazer um grande esforço", disse. Dirceu destacou as prioridades a serem seguidas pelo governo Lula: investimentos em infra-estrutura, educação, ciência e tecnologia - além de condições facilitadas para crédito, estimulando investimentos das empresas no País. Dirceu encerrou no final da tarde de hoje visita ao Arsenal da Marinha, no 1º Distrito Naval, no Centro do Rio. Leia mais sobre o PIB: Cai a participação dos trabalhadores no PIB, cresce a de empresas Lula está eufórico com resultado do PIB, diz ministro IBGE revê recessão do primeiro ano do governo Lula Palocci diz que crescimento veio sem "mágica ou medida exótica" País cresceu mesmo após a crise de 2002, destaca Meirelles PIB norte-americano cresce acima do esperado PIB cresce 6,1% no terceiro trimestre; maior alta em 8 anos

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.