Dirceu prevê PIB de 4% neste ano e 1,5 milhão de empregos

O ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, defendeu a política de juros do governo, ao comentar o crescimento de apenas 0,3% do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre. "Devagar com o andor. Os juros estão aí para combater a inflação. O governo está fazendo a parte dele", disse Dirceu, em entrevista na Confederação Nacional da Indústria. Segundo o ministro, o País deverá crescer mais de 4% neste ano e criar mais de 1,5 milhão de empregos. "Isso não é um crescimento baixo", afirmou.O ministro observou que em 2003 "todos" diziam que a política de juros iria inviabilizar o crescimento, mas o País cresceu 5,2% no ano seguinte. Dirceu disse que a autoridade monetária adotará o comportamento de reduzir juros, quando a inflação arrefecer. "O País está exportando e o mercado internacional está crescendo. Os juros são uma decisão do Banco Central que tem autonomia e toma sua decisão", afirmou.Segundo Dirceu o governo está fazendo a parte dele reduzindo os impostos, os custos de infra-estrutura e aumentando investimentos em áreas como educação. "O governo está fazendo a parte dele, inclusive na Previdência, controlando os gastos de custeio que é a forma que pode ajudar o desenvolvimento e o crescimento", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.