Jochen Luebke/EFE
Jochen Luebke/EFE

carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Direção da Volkswagen aprova fusão com Porsche

Volkswagen pagará cerca de US$ 4,7 bilhões para obter uma participação de 42% na Porsche

Regina Cardeal, da Agência Estado,

13 de agosto de 2009 | 15h36

O board da Volkswagen aprovou nesta quinta-feira, 13, o acordo de fusão com a Porsche, que deverá dar mais força à Volkswagen AG num momento em que a montadora alemã enfrenta melhor de que suas concorrentes a queda nas vendas globais.

 

A Porsche foi forçada a aceitar o acordo com a Volks depois que uma tentativa de comprar sua rival muito maior fracassou. A Porsche comprou cerca de 50% da Volks, maior montadora da Europa, e garantiu opções para adquirir outros 20%. Mas os cerca de 10 bilhões de euros em dívidas acumuladas neste processo se mostraram demasiadamente pesados para a Porsche. Em meio à queda na demanda por veículos, a Porsche agora luta para levantar fundos para pagar esta dívida.

 

A Volkswagen pagará cerca de 3,3 bilhões de euros (US$ 4,7 bilhões) para obter uma participação de 42% na Porsche até o fim do ano e posteriormente concluir a fusão em 2011. A Porsche continuará como companhia independente após a planejada fusão.

 

Os detalhes da implementação do acordo serão finalizados nas próximas semanas, informaram as empresas, mas a Volkswagen disse que planeja levantar capital na primeira metade de 2010 para salvaguardar seu rating de crédito. O aumento de capital deverá exigir a aprovação dos acionistas, segundo a Volkswagen. A fusão ampliará o lucro operacional da Volkswagen em cerca de 700 milhões de euros (US$ 1 bilhão). As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
VolkswagenPorschefusão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.