Diretor da Aneel divulga nota sobre possível apagão

O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Jerson Kelman, divulgou nota hoje para "esclarecer" suas afirmações em palestra na Câmara de Comércio França-Brasil, na última sexta-feira, quando comentou a possibilidade de um novo racionamento de energia elétrica no País, à semelhança do observado em 2001. Segundo a nota, se houver desequilíbrio entre oferta e demanda de energia elétrica no País, os grandes consumidores industriais que migraram para o mercado livre, e que hoje representam 30% do mercado nacional, fariam redução voluntária no consumo."Minha intervenção foi no sentido de demonstrar que o surgimento de um amplo contingente de consumidores livres altera a dinâmica de consumo. Assim, quando a demanda se aproxima da oferta, os consumidores livres passam a ter dificuldade de comprar energia para lastro e conseqüentemente podem, de forma voluntária, optar por uma redução de consumo. Trata-se de situação indesejável sob o ponto de vista econômico, mas diferente dos acontecimentos de 2001", afirmou Kelman na nota.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.