Diretor da Siemens é preso por suspeita de desviar dinheiro

A Promotoria de Munique, no sul da Alemanha, ordenou nesta terça-feira, 27, a prisão preventiva de Johannes Feldmayer, diretor do consórcio alemão Siemens, por suposto envolvimento no caso de desvio de dinheiro da empresa.Além disso, a Promotoria de Nuremberg, também no sul da Alemanha,ordenou uma nova busca em vários escritórios da companhia alemã emMunique, Nuremberg e Erlangen, todas no sul do país, informou nesta terça uma porta-voz da Siemens.A detenção de Feldmayer está relacionada às investigações sobre aorganização sindical AUB, cujo chefe foi detido em 16 de fevereiropor suspeita de ter cometido um crime fiscal.Feldmayer é membro da diretoria da Siemens e responsável pelasfiliais tecnológicas, imobiliárias, pelo escritório de informaçãocorporativa e pelos serviços globais na Europa, entre outros.Embora a acusação já tenha levado outros diretores da Siemens àprisão preventiva, é a primeira vez que um executivo em atividade édetido em relação ao caso.Segundo a Procuradoria de Munique, que investiga o caso, um grupode funcionários da Siemens supostamente desviou dinheiro paraempresas fantasma e companhias em paraísos fiscais, possivelmentepara subornos, no valor de, pelo menos, 200 milhões de euros (US$ 267 milhões).A Siemens detectou, desde o início das investigações, alguns"pagamentos suspeitos" no valor total de 420 milhões euros (US$ 560milhões), entre 1999 e 2006, relativos ao caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.