Diretor da Telebrasil é cotado para a presidência da Anatel

O nome do engenheiro César Rômulo Silveira Neto está sendo cotado para ocupar a presidência da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Atualmente, ele ocupa o cargo de diretor-executivo da Telebrasil, uma associação do setor de telecomunicações.Silveira Neto foi chamado na última terça-feira a Brasília pelo ministro das Comunicações, Hélio Costa, para uma conversa. Seu nome, no entanto, está sendo analisado pela cúpula do PMDB para fazer a indicação ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva.De acordo com o perfil definido pelo ministro das Comunicações, Hélio Costa, Silveira Neto poderia ser o novo ocupante do cargo, já que possui longa experiência no setor. Ele é engenheiro de telecomunicações e trabalhou na Embratel e na Telebrás quando ainda eram empresas estatais.Com a privatização dessas empresas, ele passou a se dedicar a trabalhos de consultoria na área de telecomunicações. Também ocupou a Secretaria de Planejamento do governo do Distrito Federal na gestão do ex-governador José Ornellas, na década de 1980.Sem presidente A Anatel está sem presidente desde 8 de junho, quando expirou o mandato do conselheiro Plínio de Aguiar Júnior como presidente substituto. Ele havia assumido o cargo interinamente em novembro do ano passado, quando venceu o mandato do então presidente, conselheiro Elifas Gurgel do Amaral.O ministro informou que pretende resolver o assunto até sexta-feira. A idéia do governo é indicar um presidente titular para a Agência, e que seja submetido à apreciação do Senado. Ao mesmo tempo, será nomeado o conselheiro José Leite Pereira Filho como presidente substituto até a posse do novo ocupante do cargo.A falta de comando na Agência está impedindo a entrada em vigor da redução das tarifas da telefonia fixa anunciada na quarta-feira. Para ter validade, os atos do Conselho Diretor da Anatel precisam ser assinados pelo presidente da Agência e publicados no Diário Oficial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.