-15%

E-Investidor: como a queda do PIB afeta o mercado financeiro

Diretor do BC avalia que oscilação é fenômeno mundial

O Banco Central atribui a oscilação dos preços do dólar e dos juros nas últimas semanas, basicamente, a uma "realocação de ativos" por parte dos investidores internacionais. Esta foi a posição que o diretor de Política Monetária do BC, Luiz Augusto Oliveira Candiota, reiterou em palestra para empresários da Câmara de Comércio França-Brasil.Segundo ele, a oscilação dos preços das moedas foi um movimento mundial que afetou o Brasil e outros países emergentes como Turquia e Chile. Em resposta à pergunta colocada por um empresário, Candiota reiterou que o Banco Central não pretende intervir no mercado de câmbio.A avaliação do governo é de que este movimento resulta basicamente da alteração nas taxas juros nos Estados Unidos, nas últimas semanas, e na "percepção, por parte dos investidores, de que haverá aumento nos juros dos Estados Unidos", afirmou Candiota. Na avaliação do diretor do BC, o mercado tende a analisar os fundamentos da economia brasileira e vai constatar que eles ?são sólidos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.