Diretor do Citibank tem de pagar caução para deixar Argentina

O diretor do Citibank na Argentina, Peter Borman, terá que pagar uma caução de $ 20 milhões de pesos se quiser sair do país. Esta foi a cifra da caução fixada pelo juíz Mariano Bergés para atender ao pedido feito pelos advogados do diretor para ele possa viajar aos Estados Unidos. Borman e outros diretores de mais cinco bancos estão proibidos de deixar a Argentina porque estão sendo investigados por fraude.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.