Diretor-gerente do FMI comete ato falho com "Mr. Lula"

O diretor-gerente do FMI, Horst Köhler, teve um ato falho durante sua entrevista coletiva desta quinta-feira, no qual pareceu indicar que já considera Luiz Inácio Lula da Silva o próximo presidente do Brasil. Perguntado sobre conselhos que daria ao futuro presidente do Brasil, Köhler disse que "...como vocês sabem, ele publicamente deixou claro que apóia os elementos centrais do programa que nós temos com o Brasil". Teoricamente, a frase poderia ser aplicada a qualquer candidato, mas, entre a platéia de jornalistas, ficou claro que era de Lula que Köhler estava falando. Mais tarde, em outra pergunta na mesma entrevista, Köhler mais uma vez pareceu ter Lula na cabeça quando pensa em candidatos e futuros presidentes do Brasil.O candidato do PT foi o único citado pelo nome quando o diretor-gerente disse que "o que eu ouço dos candidatos, todos os candidatos, incluindo também o Mr. Lula, é que ele (sic) quer explorar o potencial de crescimento, que é melhor veículo, avenida para mover em frente e manter sustentável a situação da dívida?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.