Diretora do FMI alerta Argentina para risco de inflação

A vice-diretora-gerente do FMI, Anne Krueger, afirmou que o governo da Argentina se arrisca a provocar hiperinflação se começar a imprimir dinheiro. Isso neutralizaria outras medidas tomadas para tirar o país da crise financeira, acrescentou. Durante uma conferência na capital chilena, Krueger fez essas declarações depois de o Senado argentino aprovar novas normas para a atividade do Banco Central, permitindo a emissão de pesos, sem que haja reservas em dólares. A dirigente do FMI também expressou dúvidas sobre as intervenções do BC argentino no mercado de câmbio, para impedir uma queda acentuada do peso frente ao dólar. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.