Fábio Motta|Estadão
Fábio Motta|Estadão

Diretoria do BNDES já apresentou novo modelo de cálculo da TJLP

Proposta é vincular taxa aos títulos públicos indexados à inflação; transição duraria alguns anos

Vinícius Neder, O Estado de S.Paulo

19 de janeiro de 2017 | 05h00

A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) apresentou nos últimos dias para o conjunto de superintendentes da instituição de fomento o novo modelo de cálculo da TJLP, taxa de juros usada nos empréstimos do banco, segundo fontes que falaram sob condição de anonimato.

A proposta é vincular a TJLP à taxa das NTN-Bs, títulos públicos atrelados à inflação, como revelou o Estado no fim do ano passado. Após a reunião com os superintendentes, o novo modelo é tido como oficial nas conversas de corredor do BNDES, conforme uma das fontes. A redação do projeto de lei, com participação ativa da diretoria do banco, estaria avançada. A assessoria de imprensa do BNDES informou nesta quarta-feira, 18, que o banco não se pronunciará.

Os estudos para mudar a forma de cálculo da TJLP envolvem diretores do BNDES e do Banco Central (BC), além do Ministério da Fazenda. O novo formato incluiria uma transição, em que, longo de alguns anos, a TJLP seria a mesma da cobrada nos títulos do Tesouro.

As informações que circulam no BNDES também reforçam a ideia de que os empréstimos já concedidos ou que estão em processo de análise ainda seguiriam o modelo atual da TJLP, segundo uma das fontes. Hoje, a TJLP é fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.