Diretoria do Deutsche Bank está inclinada a vender Postbank, dizem fontes

A diretoria executiva do Deutsche Bank está inclinada a se desfazer da unidade de varejo Postbank e cortar cerca de 200 bilhões de euros em ativos de banco de investimento, segundo pessoas com conhecimento do assunto. De acordo com o plano, o Deutsche Bank deve vender uma participação majoritária no Postbank no mercado de ações nos próximos anos, disseram as fontes. A aquisição do banco foi feita em várias etapas a partir de 2008, pelo valor de mais de 6 bilhões de euros.

AE, Estadão Conteúdo

18 de abril de 2015 | 17h17

O Deutsche Bank vem tendo dificuldade para obter sinergias com a integração do Postbank. Novas leis para o setor, taxas de juro extremamente baixas e concorrência acirrada no mercado de bancos de varejo na Alemanha também estão afetando sua rentabilidade.

Uma opção mais radical, que também está sob discussão, é a venda de todas as operações de varejo, incluindo as do próprio Deutsche Bank, segundo as fontes. No entanto, a maior parte da diretoria tem dúvidas quanto a essa opção porque isso poderia representar problemas de financiamento para as operações restantes do banco. Uma decisão final deve sair na próxima semana, acrescentaram as fontes.

O Postbank respondeu por cerca de 400 milhões de euros, ou 12% dos lucros antes de impostos do Deutsche Bank no ano passado. O Postbank possui aproximadamente 14.800 funcionários e 6 mil agências.

Embora a medida signifique o fim de uma fonte estável de renda para o Deutsche Bank, deve melhorar a rentabilidade do banco e facilitar o cumprimento de exigências de capital. Desde o início dos rumores sobre a possível venda do Postbank, em meados de dezembro, as ações do Deutsche Bank subiram 32%.

O Deutsche Bank vem apresentando desempenho inferior ao de seus concorrentes em termos de rentabilidade e preço das ações desde que Jürgen Fitschen e Anshu Jain assumiram como co-CEOs, em meados de 2012. Esses resultados irritaram investidores e colocaram mais pressão sobre a diretoria do banco. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
Deutsche BankvendaPostbank

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.