Discurso de Palocci não elimina incertezas no mercado

O discurso do ministro Antonio Palocci, encerrado há pouco, não foi suficiente para eliminar o clima de incertezas que vem pressionando o mercado nos últimos dias. Segundo operadores, Palocci foi firme, mas não deixou qualquer sinalização sobre o que, de fato, o mercado quer saber: se ele ficará ou não até o final deste mandato. Por causa da ausência de sinais concretos, os juros negociados no mercado futuro (Bolsa de Mercadorias & Futuros-BM&F), que chegaram a cair durante o discurso do ministro, retomaram a alta. O contrato com taxas pós-fixadas (DIs) com vencimento em janeiro de 2008 (o de maior volume de negociação) tinha taxa de 14,76% ao ano, depois de atingir a mínima de 14,68% durante o discurso de Palocci. O dólar comercial opera em queda de 0,32%, cotado a R$ 2,1550, às 16h15. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) está em leve queda de 0,19% neste mesmo horário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.