Discurso duro tem assinatura de Franklin Martins

Elogiado e bastante aplaudido, o discurso, de meia hora, do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na abertura da Cúpula da Conferência do Fundo das Nações Unidas (ONU) para Alimentação e Agricultura (FAO) tem uma nova assinatura, a do ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Franklin Martins.Trabalhando há mais de uma semana no texto, Franklin Martins passou boa parte do fim de semana reunido com Lula, na embaixada brasileira em Roma, para finalizar o discurso.Normalmente, os textos dos discursos do presidente ficam a cargo do assessor internacional da Presidência, Marco Aurélio Garcia, do homem de marketing João Santana ou do chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Luiz Dulci.O discurso de ontem, no entanto, foi mais duro e com mais frases de efeito que o considerado normal em eventos internacionais. Chamou a atenção entre textos excessivamente brandos na plenária de chefes de Estado e de governo e terminou aplaudido mais longamente do que os outros.Ainda assim, o presidente da mesa, o primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, com a falta de tato que lhe é peculiar, reclamou do tempo excessivo usado por Lula no discurso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.