Divulgação
Divulgação

Disney venderá produtos a 'conta-gotas' para pequeno lojista

Além de ampliar negócios, empresa quer combater a pirataria com novo site de vendas

FERNANDO SCHELLER, O Estado de S.Paulo

26 de janeiro de 2015 | 02h03

A Walt Disney Company está lançando um site de vendas pela internet voltado aos pequenos negócios interessados em oferecer os produtos licenciados da marca. Além de eliminar "atravessadores" e agilizar a entrega dos produtos - o prazo prometido é de até quatro dias para qualquer lugar do Brasil -, a companhia também está mirando outro alvo: a pirataria. A ideia de facilitar a entrega dos produtos fora dos grandes centros tem a meta de atender o varejista que hoje, muitas vezes por falta de opção, acaba comprando produtos não oficiais.

Pensando nessa vantagem adicional, a empresa optou por selecionar uma boa quantidade de produtos de baixo valor para compor o estoque do novo site de comércio eletrônico. "Não adianta oferecer uma boneca cara para uma banquinha no interior do Nordeste", explica o executivo responsável pela operação brasileira da The Walt Disney Company, Miguel Vives. Ele afirma que haverá uma boa gama de produtos com preços de R$ 5 a R$ 20.

O e-commerce da Disney no País será operado pela empresa Brasil/CT, que também já trabalha para o grupo de chocolates CRM (dona da Kopenhagen) e para a gigante de cosméticos Avon. De acordo com o presidente da Brasil/CT, Marcos Wettreich, a decisão de eliminar lotes mínimos de pedidos deverá atrair as microempresas.

Seleção. Dos cerca de 19 mil produtos licenciados pela Disney no Brasil, inicialmente cerca de 2 mil estarão disponíveis no novo site. Segundo Vives, a ideia começou a ser costurada há três anos. Neste período, diz ele, a Disney precisou fazer uma "peneira" das empresas que licenciavam seus personagens para retirar produtos de má qualidade da linha. O número de itens no site deverá crescer nos próximos meses.

Segundo o executivo da The Walt Disney Company, que faturou US$ 48,8 bilhões em todo o mundo no ano fiscal de 2014, o site também servirá como fonte de informação para o pequeno comerciante. O objetivo é deixar claro quais são as novas "franquias" do conglomerado - para este ano, haverá lançamentos como Guerra nas Estrelas (fruto da compra da LucasFilm) e de Os Vingadores (que veio no pacote de outra aquisição, da Marvel). A ideia é que a oferta aos pequenos varejistas vá muito além de "clássicos" como Mickey e Pato Donald.

Além dos personagens masculinos de Guerra nas Estrelas e Os Vingadores, a Disney está trabalhando em outra "febre" para meninas em 2015: a volta do clássico Cinderela, em um filme com atores - incluindo a vencedora do Oscar Cate Blanchett - cuja estreia no País está prevista para abril. Segundo Vives, a ideia é que a nova produção não sirva para vender apenas a personagem, mas possa ser usada para reforçar a oferta da linha de princesas do estúdio.

Tudo o que sabemos sobre:
CinderelaDisneypublicidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.