Disparada das ações da Petrobras contém perdas da Bovespa

A expectativa de uma nova reservagigante de petróleo pôs a Petrobras em evidência no mercadodoméstico de ações, limitando as perdas da Bolsa de Valores deSão Paulo nesta segunda-feira. O Ibovespa, que chegou até a operar no azul, fechou emqueda de 0,69 por cento, aos 62.153 pontos, em meio àexpectativa de alta do juro básico no Brasil e à influêncianegativa das bolsas norte-americanas. O giro financeiro foi de5,8 bilhões de reais. Uma perda ainda maior não aconteceu devido à disparada dasações da petroleira, seguindo-se a comentários do diretor-geralda Agência Nacional de Petróleo (ANP), Haroldo Lima, de que acompanhia teria uma reserva ainda não divulgada em torno de 33bilhões de barris de petróleo na Bacia de Santos. Foi o suficiente para fazer os papéis preferenciais dacompanhia darem um salto de 5,6 por cento, a 82,97 reais,enquanto as ações ordinárias foram ainda mais longe, disparando7,7 por cento, a 102,41 reais. Sozinhas, as ações da companhia, que representam cerca de15 por cento da composição do índice, responderam por mais demetade do giro do pregão. O movimento limitou parcialmente a indisposição geral dosinvestidores com o mercado de ações, devido à perspectiva dealta do juro doméstico e de novas notícias desoladoras doefeito da crise de crédito nos Estados Unidos sobre osresultados das empresas. Na Bolsa de Nova York, o índice DowJones caiu 0,19 por cento. No final da tarde, a empresa informou, em comunicado, quedados mais conclusivos sobre o potencial da descoberta no blocona bacia de Santos somente serão conhecidos após a conclusão doprocesso de avaliação da área. "Os dados são bastante preliminares, mas há a perspectivade que a confirmação do fato ponha a empresa numa condiçãomuitíssimo privilegiada", disse Ricardo Tadeu Martins, gerentede pesquisa da corretora Planner. Analistas observaram que o efeito do repique das ações daPetrobras sobre o Ibovespa foi suavizado, já que muitosinvestidores preferiram simplesmente trocar os papéis de outrascompanhias de menor liquidez pelos da petroleira. Assim, papéis que já estavam em queda nas primeiras horasde negócios, ampliaram as perdas. Entre os exemplos dessemovimento apareceram as ações preferenciais da Oi, que caíram 4por cento, a 42,20 reais; e as preferenciais da NET Serviços,com recuo de 6,9 por cento, a 19,36 reais. "Muita gente já vinha optando por ações mais líquidas eessa notícia da Petrobras só intensificou esse movimento",disse Carlos Camacho, gestor de renda variável, da GAP AssetManagement.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.