Distribuidoras alertam para nova crise de energia em 2004

O presidente da Associação Brasileira de Distribuidora de Energia Elétrica, Orlando Gonzáles, disse hoje que o País pode passar por uma nova crise na oferta de energia já em 2004, antecipando a expectativa do Operador Nacional do Sistema Elétrico, que previa problemas só em 2007. "Os projetos de geração estão em compasso de espera. Os investidores não estão conseguindo financiar", afirmou. Em seminário para jornalistas em São Paulo, Gonzáles disse que a melhoria no equilíbrio econômico-financeiro das distribuidoras é necessário para investimentos em geração. "Sem margem na distribuição, não há expansão da oferta", reforçou o vice-presidente da entidade, Luiz Sérgio Assad. Segundo ele, o fluxo de caixa dessas distribuidoras, na atual situação do mercado, é imprevisível, o que não garante recebíveis para que os investidores em geração possam financiar os projetos. A entidade aguarda a definição da metodologia que será utilizada pela Aneel para a revisão periódica dos contratos de concessão que começam no ano que vem. Esse processo definirá novas condições para o equilíbrio econômico- financeiro das distribuidoras e muito provavelmente resultará em um aumento das tarifas para o consumidor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.