Distribuidoras de energia criticam revisão de reajuste da tarifa

O presidente da Associação Brasileira das Distribuidoras de Energia Elétrica (Abradee), Luiz Carlos Guimarães, disse hoje que o Tribunal de Contas da União (TCU) "está exorbitando" ao determinar que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) refaça os cálculos da revisão das tarifas de energia de algumas distribuidoras, o que permitiria a redução das tarifas.Segundo ele, o órgão regulador é a Aneel e é ela quem tem que determinar a metodologia a ser utilizada para fazer a revisão. "No momento em que o Tribunal de Contas se reveste da função de regulador, nós ficamos no pior dos mundos porque não sabemos quem está regulando", afirmou. Guimarães disse que a decisão do TCU cria uma instabilidade regulatória. "O que vai acontecer com as tarifas, só Deus sabe", disse. "Podem até aumentar".Segundo o presidente da Abradee, essa indefinição de regras pode afastar investidores. "Nossa posição é passiva, basicamente de perplexidade. Isso só gera preocupação aos investidores, às distribuidoras e aos consumidores, porque estamos vivendo um vazio regulatório", afirmou. Guimarães considera corretos os porcentuais aplicados nas revisões tarifárias e que cabe à Abradee aguardar uma definição entre a Aneel e o TCU.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.