Distribuidoras devem prestar esclarecimentos

No dia 1º de junho, o Procon-SP, órgão de defesa do consumidor ligado ao governo estadual, oficiou às distribuidoras de energia elétrica do Estado - CPFL, Eletropaulo, Bandeirante e Eléktro - para sejam prestadas informações com relação à emissão de cartas aos consumidores referente à média e à meta de consumo a ser atingida, aos recursos para atendimento aos consumidores (número de linhas, atendentes, horário de funcionamento, formas de atendimento: fone, fax, e-mail) e ao prazo de retorno e posicionamento sobre as exceções. O objetivo dessa solicitação é verificar o que está sendo veiculado na imprensa com relação à defasagem entre a demanda esperada e a estrutura disponível para atendimento ao consumidor e, se for o caso, flexibilizar o prazo dado ao consumidor para solicitação da revisão de sua cota, que vai até o dia 15 de julho. O Procon-SP solicitou às distribuidoras um retorno rápido ao questionado, tendo em vista as necessárias e urgentes orientações e divulgações aos consumidores.ReclamaçõesSomente nos primeiros cinco meses deste ano, o assunto energia gerou 2.498 consultas e 501 reclamações de consumidores, sendo que durante o mesmo período de 2000 esse número foi de 1.507 consultas e 245 reclamações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.