Distúrbios em SP preocupam investidores estrangeiros

Investidores e analistas do mercado estrangeiro acompanham com preocupação os graves distúrbios que estão ocorrendo em São Paulo, mas observam que ainda é cedo para se medir o impacto sobre os ativos financeiros do País. No entanto, alertam que essa situação se prolongar, o efeito será cada mais negativo. A violência na capital paulista é tema de destaque nas emissoras de televisão internacionais, como CNN, BBC, Sky, e também manchete nos sites da internet dos principais jornais."Todo mundo está monitorando a situação em São Paulo, mas os mercados já estavam muito nervosos desde a semana passada com os juros nos Estados Unidos", disse à Agência Estado o estrategista do fundo Threadneedle, Henry Stipp. "Os ativos emergentes estão sendo penalizados de uma forma generalizada e é difícil se dizer se a violência em São Paulo está tendo um impacto específico sobre os preços do Brasil. Mas que preocupa, preocupa."Stipp observou que se a violência na capital paulista continuar por mais alguns dias, o impacto negativo nos mercados será maior. "Vai aumentar a incerteza dos investidores principalmente no mercado acionário", disse.Ingrid Iversen diretora do fundo Insight Investement, também disse que a forte volatilidade nos mercados não permite distinguir o impacto específico dos incidentes em São Paulo. "Como os mercados estão muito fracos, é difícil se avaliar o quanto os investidores estão se preocupando com essa onda de violência no Brasil", disse Iversen. "Mas eu acho que quanto mais tempo essa situação durar, pior será." Segundo a analista, os investidores estão querendo saber se os distúrbios podem se alastrar para outras regiões do país e o grau de insegurança da população.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.