Dívida argentina sai da classificação de calote

A agência de classificação de risco Standard and Poor´s (SP) anunciou nesta quarta-feira que o novo rating soberano (classificação) de longo prazo da Argentina é "B-", o que significa o fim da nota "SD" (selective default - calote) estabelecida em 2001.Em comunicado divulgado em Nova York, a SP elevou também a nota das emissões a curto prazo de "SD" para "C". As duas classificações têm uma perspectiva "estável". Ao mesmo tempo, a SP classificou com "B-" os 35,3 bilhões de dólares em novos títulos da dívida pública em moeda local e divisas usadas para a troca. Os títulos da dívida pública que não entraram na reestruturação continuam com nota "D".A Argentina encerrou em fevereiro passado seu processo de reestruturação de 81,8 bilhões de dólares em títulos em ´default´ (calote) desde finais de 2001, conseguindo uma adesão de 76,15% de seus credores em todo o mundo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.