Dívida da União cresce R$ 2,4 bi com alta da Selic

Com a alta da Selic, a taxa básica de juros da economia, de 18,75% para 19,25% ao ano, a dívida da União em títulos corrigidos pela taxa cresce em R$ 2,4 bilhões, que fechou o mês passado em R$ 478,47 bilhões.. Os títulos indexados aos juros representam hoje 56,6% do total da dívida da União. As últimas atuações do BC ? trocando papéis indexados em dólar por títulos corrigidos por juros ? começam a preocupar, já que as taxas estão em patamares extremamente elevados. A parcela da dívida corrigida pela variação cambial caiu em fevereiro ao menor nível já registrado: 6,02% do estoque. Essa queda ajudou a diminuir a percepção de risco sobre a dívida, mas concentrou as atenções para a parcela da dívida corrigida pela taxa de juros, que é outro ponto de vulnerabilidade. Os administradores da dívida pública tentam sair dessa situação vendendo mais papéis cuja remuneração é acertada previamente (prefixados).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.