Dívida do governo cai para 53,7% do PIB em setembro

A dívida líquida do setor público (União, Estados, municípios e empresas estatais) fechou o mês de setembro em 53,7% do Produto Interno Bruto (PIB). O porcentual divulgado pelo Departamento Econômico (Depec) do Banco Central (BC) correspondia R$ 940,540 bilhões. Em agosto, a dívida somava o equivalente a R$ 941,313 bilhões, que correspondiam a 54% do PIB.De acordo com comunicado do BC, a redução da dívida líquida foi conseguida porque o resultado do superávit primário (arrecadação menos gastos, exceto pagamento de impostos) de R$ 6 bilhões e o ganho cambial de R$ 5,6 bilhões nos títulos indexados ao dólar superaram os juros nominais da dívida, de R$ 11,5 bilhões.O valor total da dívida de setembro veio abaixo dos R$ 1,026 trilhão da meta indicativa acertada com o Fundo Monetário Internacional (FMI). No ano, a dívida líquida passou a acumular em setembro uma queda de 5 pontos porcentuais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.