Dívida do governo espanhol tem maior nível desde 1997

A dívida do governo espanhol ficou em 66% do Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre - o nível mais alto desde 1997 -, mas permaneceu inalterada em comparação com o segundo trimestre, segundo dados do Banco Central do país.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

16 de dezembro de 2011 | 09h17

O aumento do déficit ocorre em meio a expectativas de que o governo espanhol executará um déficit orçamentário de pelo menos 6% do PIB neste ano, uma queda em comparação com 9,2% do PIB no ano passado, e um dos mais altos na zona euro. Um ano atrás, a dívida da Espanha - que atingiu 36,2% do PIB em 2007 - estava em 58,7% do PIB.

Os governo regionais, responsáveis pelos principais gastos em áreas como saúde e educação pública, registraram uma dívida de 12,6% do PIB no terceiro trimestre, ante 12,5% no segundo trimestre. Isso foi compensado por uma leve queda na dívida dos governos locais, para 3,4%, de 3,5% do PIB.

O Banco Central espanhol também revisou sua previsão para a dívida do segundo trimestre para 66% do PIB, ante a leitura anteriormente reportada de 65,2% do PIB. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Espanhadívida do governo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.